Blog

O que é ser normal?

Qual o nosso papel em cristalizar ou flexibilizar os padrões de normalidade de nossa cultura? Como contribuímos para a construção de privilegiados e marginalizados? E o que isso tem a ver com os “loucos” que moram nas ruas das grandes cidades e os hospitais psiquiátricos onde amontoam-se restos de gente, esquecidos pelo mundo? E o que isso tem a ver com movimentos como os da “anti-psiquiatria” e os Centros de Atenção Psico-Social, que preferem a integração do indivíduo em tratamento à sociedade, em vez da internação? https://www.youtube.com/watch?v=7eFhl4HrALA
LEIA MAIS

O que há de errado com o “Alimento para Todos”

O que há de errado com o “Alimento para Todos”
Recentemente, compartilhei a notícia de lançamento do programa “Alimento para Todos”, lançado pela atual gestão da prefeitura de São Paulo, junto com uma mensagem sarcástica, em que critico tanto o Programa em si quanto a foto do lançamento, em que predominam pessoas brancas. A publicação gerou uma resposta incomodada de um amigo, afirmando que esse tipo de projeto “é tendência e super necessário”, questionando se “para sancionar um projeto de lei deve haver cota racial também para quem participa do ato”, e sugerindo que minha crítica teria sido feita “sem analisar o que é, apenas por ser adve...
LEIA MAIS

Sobre meu (nosso) privilégio como branco

Sobre meu (nosso) privilégio como branco
Esse texto é uma reflexão minha (Gustavo Prudente), que busca convidar outros brancos para refletirmos juntos. Está dividido em 04 partes e está sendo publicado, de início, inteiro, e, em seguida, cada uma das quatro partes, com link direcionando para o texto inteiro. Agradeço às provocações e à revisão da amiga Caroline Hornos, e à leitura crítica de quatro queridos amigos que estão “do outro lado” deste privilégio: Daniela Damiati, Dimas Reis, Josane Miranda e Supriya Ramos.                    O despertar (parte 1 de 04)   No último ano, devido a uma série de sin...
LEIA MAIS

Cultura Sustentável

Acredito que Líderes do Coração em plena expressão podem inspirar juntos pessoas, grupos, organizações, comunidades e, até mesmo, nações, a desenvolverem culturas sustentáveis. Culturas sustentáveis são crenças, pressupostos, hábitos e outros combinados que, uma vez internalizados, fazem com que o coletivo em questão funcione de forma orgânica, espontânea e durável, preservando e até gerando energia - em vez de perder cada vez mais energia. Uma cultura pode ser sustentável tanto no campo soft humanity (formas de se relacionar consigo, com os outros e com o mundo a sua volta) quanto no ca...
LEIA MAIS

Liderança

Hoje trabalho, principalmente, com três práticas de liderança, sobre as quais tenho escrito artigos, reflexões e materiais teóricos e didáticos. Por meio delas, investigo, como Laboratório Vivo do projeto Senhor Sustentável, um dos aspectos do SER Sustentável: o SER Inspirador - ou seja, como nos tornarmos lideranças mais sustentáveis. Liderança do Coração: "fenomenologia" cocriada por mim e outros profissionais do SERVIRASER e da Rede de Liderança do Coração. Foca no desenvolvimento da liderança a partir de sete dons essenciais: Integridade, Empatia, Coerência, Liderança, Empreendedorismo,...
LEIA MAIS

Infantis

Escrever para crianças é uma forma de transbordar a criança que mora em mim e deixá-la dar as mãos, brincar e aprender com as outras crianças - inclusive com aquelas que já viraram adultos. Além das histórias abaixo, existem outros livros em produção, textos específicos para contação de histórias e histórias escritas sob demanda para grupos específicos. (clique no título para ler as histórias) Sutentabilidade na Cidade: coleção de livros inspirados em pessoais reais, que estão buscando nos ajudar a reconectar com a natureza que habita as grandes cidades. Dois textos já estão pronto e out...
LEIA MAIS

Ser um homem que monumenta a vida!

Ser um homem que monumenta a vida!
Após a participação num dos encontros do Círculo de Homens que sustento com alguns amigos, escrevi o texto “Velar o Fogo do Masculino Sagrado”, que expressa as reflexões que surgiram desse encontro, sobre como me tornar digno do Masculino Sagrado. Essa reflexão, depois desdobrou-se no que significa para mim Ser Digno.   Algum tempo depois, li este poema de Manoel de Barros, que começou a me dar algumas pistas sobre esse novo tema, e abriu um campo profundo de reflexão e percepção:   “Venho de nobres que empobreceram   Restou por fortuna a soberbia.   ...
LEIA MAIS

Poesia

Poesia é tudo que a alma quer contar, mas não sabe como... Essas são algumas tentativas: (clique no título para ler os poemas) Dança, menina, Dança! - fragmentos em celebração à mulher que dança. Trechos do livro ainda em produção. O que ainda não sei chamar de meu - poemas variados, que vão transbordando aos pouquinhos. Teu contorno no olho do meu corpo - trechos do livro em construção: pequenos erotismos, na forma de versículos
LEIA MAIS

Minha vida não é um sistema a ser replicado. Minha vida é uma obra de arte singular, e cada pincelada que dou na tela do tempo é única, e jamais poderá ser reproduzida.   Minha vida não é um método que, de vez em quando, dá-me a graça do fenômeno. Minha vida é um constante fenômeno que revela, a cada momento, diferentes brincadeiras – e, de vez em quando, o método é uma forma estruturada e interessante de brincar.   Minha vida não é um exemplo a ser seguido. Minha vida é um acontecimento que inspira, de diferentes maneiras, outros acontecimentos e outras vidas – e é inspi...
LEIA MAIS

Ser forte para ser delicado

A delicadeza, sem força, é um carinho sem tônus, que não confronta. A força, sem delicadeza, é um tônus reativo, que não cuida. A força delicada é um tônus que acolhe. A delicadeza forte é um carinho que protege. Quem são os homens que, hoje, arriscam ser delicados, sem abrir mão da sua força? Quem são os homens que, hoje, sustentam ser fortes, revestindo-se de delicadeza? Conseguir massagear a dor do mundo com mãos que não se acovardam, nem a apertam até sufocar. Conseguir massagear a própria dor com mãos que entram firmes e sensíveis no próprio coração. Respirar o ódi...
LEIA MAIS