Cultura Sustentável

William Waack é nosso doloroso espelho branco!

Uma reflexão sobre William Waack e o que isso conta de nós, brancos. Em geral, quando existe uma ideologia ou opinião que é realmente rechaçada por uma sociedade (seja isso positivo ou negativo), as pessoas que as sustentam escondem isso de tudo que é jeito, para se proteger. E quando se expõem, é conscientemente, como forma de luta. Tipo livro sobre comunismo na época da ditatura ou homossexualismo no Iraque. O fato de Waack se sentir à vontade para fazer aquele comentário em pleno ambiente de trabalho, para uma pessoa que nem íntimo dele é, e com câmeras apontando para seu nariz, fala tanto ...
LEIA MAIS

O que é ser normal?

Qual o nosso papel em cristalizar ou flexibilizar os padrões de normalidade de nossa cultura? Como contribuímos para a construção de privilegiados e marginalizados? E o que isso tem a ver com os “loucos” que moram nas ruas das grandes cidades e os hospitais psiquiátricos onde amontoam-se restos de gente, esquecidos pelo mundo? E o que isso tem a ver com movimentos como os da “anti-psiquiatria” e os Centros de Atenção Psico-Social, que preferem a integração do indivíduo em tratamento à sociedade, em vez da internação? https://www.youtube.com/watch?v=7eFhl4HrALA
LEIA MAIS

O que há de errado com o “Alimento para Todos”

O que há de errado com o “Alimento para Todos”
Recentemente, compartilhei a notícia de lançamento do programa “Alimento para Todos”, lançado pela atual gestão da prefeitura de São Paulo, junto com uma mensagem sarcástica, em que critico tanto o Programa em si quanto a foto do lançamento, em que predominam pessoas brancas. A publicação gerou uma resposta incomodada de um amigo, afirmando que esse tipo de projeto “é tendência e super necessário”, questionando se “para sancionar um projeto de lei deve haver cota racial também para quem participa do ato”, e sugerindo que minha crítica teria sido feita “sem analisar o que é, apenas por ser adve...
LEIA MAIS

Sobre meu (nosso) privilégio como branco

Sobre meu (nosso) privilégio como branco
Esse texto é uma reflexão minha (Gustavo Prudente), que busca convidar outros brancos para refletirmos juntos. Está dividido em 04 partes e está sendo publicado, de início, inteiro, e, em seguida, cada uma das quatro partes, com link direcionando para o texto inteiro. Agradeço às provocações e à revisão da amiga Caroline Hornos, e à leitura crítica de quatro queridos amigos que estão “do outro lado” deste privilégio: Daniela Damiati, Dimas Reis, Josane Miranda e Supriya Ramos.                    O despertar (parte 1 de 04)   No último ano, devido a uma série de sin...
LEIA MAIS

Cultura Sustentável

Acredito que Líderes do Coração em plena expressão podem inspirar juntos pessoas, grupos, organizações, comunidades e, até mesmo, nações, a desenvolverem culturas sustentáveis. Culturas sustentáveis são crenças, pressupostos, hábitos e outros combinados que, uma vez internalizados, fazem com que o coletivo em questão funcione de forma orgânica, espontânea e durável, preservando e até gerando energia - em vez de perder cada vez mais energia. Uma cultura pode ser sustentável tanto no campo soft humanity (formas de se relacionar consigo, com os outros e com o mundo a sua volta) quanto no ca...
LEIA MAIS

Ser forte para ser delicado

A delicadeza, sem força, é um carinho sem tônus, que não confronta. A força, sem delicadeza, é um tônus reativo, que não cuida. A força delicada é um tônus que acolhe. A delicadeza forte é um carinho que protege. Quem são os homens que, hoje, arriscam ser delicados, sem abrir mão da sua força? Quem são os homens que, hoje, sustentam ser fortes, revestindo-se de delicadeza? Conseguir massagear a dor do mundo com mãos que não se acovardam, nem a apertam até sufocar. Conseguir massagear a própria dor com mãos que entram firmes e sensíveis no próprio coração. Respirar o ódi...
LEIA MAIS

Escuta os gritos de Paris. Os gritos de quem agoniza no chão. Escuta os tiros como gritos de quem atira - e os escuta também. Escuta o grito aterrorizado de um mundo que anseia por se sentir seguro. Escuta os gritos do outro mundo, que comemora o sangue, e que grita por algo também. Escuta os gritos que não se ouvem, das vítimas e algozes em lugares que não se vê. Sem a mídia como megafone, eles gritam baixo - mas, ainda assim, gritam também. Escuta os gritos Marianos, Diamantinos, de rios, peixes e pessoas, e tantos outros seres. Gritos que ficam invisíveis ...
LEIA MAIS

Eu não sou necessário para ninguém. Mas todos precisam tocar os pés do Amor.   Eu não sou essencial na vida de ninguém. Mas o Amor é essencial na vida de todos.   Eu não faça diferença na vida de ninguém. Mas o Amor faz diferença na vida de cada Ser.   Ainda assim, quando eu me faço transparente para o Amor, de alguma forma minha existência parece necessária, essencial e importante na vida de alguém.   Ainda assim, é só o Amor, o mesmo Amor, se fazendo necessário através de mim.   E, mesmo quando eu não me faço, ainda assim eu sou o filho ...
LEIA MAIS

A arte da presença significativa

Desde ontem está tomando forma uma pergunta que já vem crescendo em mim há algum tempo: como anfitriar e sustentar a arte da presença significativa? Desde que comecei a compreender no meu corpo alguns conceitos espirituais que antes eram pura abstração, como “estar no aqui e agora”, e experimentei em retiros e outros momentos o poder do silêncio, ficou mais claro o quanto nem sempre a fala é o único ou melhor meio de compartilhar o que é significativo.   Adianto que eu sou totalmente a favor da conversa. Acho a palavra poderosíssima e um ótimo instrumento de expansão da consciência ...
LEIA MAIS

O Haiti é aqui, no meu coração

Quero agradecer a todas as pessoas que seguiram seu coração e que me inspiraram a também seguir o meu. Quero agradecer às pessoas que estão seguindo seu coração neste momento e que fortalecem a minha busca. E quero pedir, clamar, convocar a todas as pessoas que ainda não o fizeram que, por favor, sigam o seu coração, pois ele é um rio que nos leva por paisagens deslumbrantes e que, inevitavelmente, nos faz desaguar num oceano infinito de amor, felicidade e prosperidade.   A cada dia que passa, sinto que cada momento, cada conversa, cada experiência, tem um significado tão profundo p...
LEIA MAIS